Museu Marítimo de Ílhavo
HOMENS E NAVIOS DO BACALHAU

Arquivo digital que documenta as campanhas bacalhoeiras desde o início do século XX

“O Lugre” de Bernardo Santareno, com encenação de Graeme Pulleyn

17 de Setembro de 2017
Lugre 1 772 2500

O Museu Marítimo de Ílhavo vai repor “O Lugre”, encenado por Graeme Pulleyn, no dia 17 de setembro, domingo, às 16h:00, na Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré, após o sucesso da estreia e reposições em 2016. “O Lugre" é um Projeto de Teatro Comunitário e propõe uma exploração contemporânea do texto clássico de Bernardo Santareno, sobre o bacalhau e a pesca à linha. No contexto único e inspirador do Museu Marítimo de Ílhavo, os espaços tiveram um papel fundamental no processo de trabalho e de descoberta de uma forma atual de apresentar esta emocionante peça de teatro. O sofrimento e as vitórias daqueles pescadores pertencem ao passado, mas as palavras de Santareno ainda têm muito para nos fazer refletir sobre o nosso presente e o nosso futuro.

Esta apresentação antecede a primeira itinerância fora do concelho de Ílhavo, com o convite para a participação no Mexe - IV Encontro Internacional de Arte e Comunidade, no Teatro Municipal do Porto, o Rivoli, no dia 23 de setembro, às 17h:00.

 

 

"O Lugre", de Bernardo Santareno
Projeto de teatro comunitário encenado por Graeme Pulleyn

 

17 de setembro, domingo, 16:00

Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré

M/6 anos | €3,00 / gratuito +65 anos residentes no Município de Ílhavo

Bilhetes disponíveis no Museu Marítimo de Ílhavo, Navio-Museu Santo André, Casa da Cultura de Ílhavo e Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré

 

“O Lugre - Projeto de Teatro Comunitário” começou no início de 2016, no contexto da reedição de “Nos Mares do Fim do Mundo”, outra obra de Bernardo Santareno, à qual o Museu Marítimo de Ílhavo se associou.


Graeme Pulleyn
Nasceu no norte de Inglaterra em 1967. Estudou Teatro na Universidade de Warwick e veio para Portugal em 1990, como voluntário
num projecto de desenvolvimento comunitário na Serra do Montemuro (Castro Daire, Viseu). Acabou por viver durante 15 anos na serra, e cofundou o Teatro Regional da Serra do Montemuro (TRSM). Foi diretor artístico e trabalhou como ator e encenador em
espetáculos como Lobo-Wolf, Alminhas, A Eira dos Cães e Hotel Tomilho, que correram o país e a Europa de lés-a-lés, fazendo do TRSM uma das mais viajadas companhias portuguesas das últimas duas décadas. Vive em Viseu desde 2005, onde trabalha como encenador e ator independente.

Em Ílhavo tem desenvolvido diversos projetos, onde se incluem:

“Nem tudo o que vem à rede” - teatro comunitário - integrado no Festival do Bacalhau (Navio-Museu Santo André, 2015)
”A Mesa” - teatro radiofónico - integrado no Festival Rádio Faneca (Centro Cultural de Ílhavo, 2015)
“Histórias marítimas românticas” - contos - integrado no programa do Dia dos Namorados (Museu Marítimo de Ílhavo, 2015)
“Em breve nos abraçaremos” - visita encenada - integrado no Festival do Bacalhau (Navio-Museu Santo André, 2014)
“Tá Mar” - teatro comunitário - integrado no programa dos 75 anos do Museu Marítimo de Ílhavo (Centro Cultural de Ílhavo, 2012)

Dramaturgia e Encenação Graeme Pulleyn, a partir de “O Lugre”de Bernardo Santareno
Elenco Júlio Coelho e Diana Marques, Joana Pereira, Tiago Matias, Anabela Mateus, Rita Vizinho, Sérgio Bento, Mário Maio, Júlia Cavaz, Dulce Ferreira, Luciana Sanhudo, Bruno Soares, Margaret Santos, Maria Isabel Pinho, Noémia Fernandes, Maria João Pereira, Maria Vizinho, Fátima Teixeira, Arlindo Silva
Workshop de Movimento e Expressão Corporal António Oliveira (Radar 360º)
Espaço Cénico Graeme Pulleyn e Museu Marítimo de Ílhavo
Figurinos Elenco Produção Museu Marítimo de Ílhavo

Duração aprox. 1h10

Informação adicional: